Cuando cocino me pasan cosas…

… que no me pasan cuando no cocino.

Sou toda coração, baixo a guarda, desarmo-me, sinto-me forte e maleável como massa de pão e, ao mesmo tempo, impermanente, vulnerável e minúscula como um ovo de codorna pochê.

Posso confessar amores, derreter-me inteira, desnudar a alma, chorar na frente do moço ou da geladeira como naquele dia: descalça, pouco vestida, olhos pintados e avental azul-marinho. É que não passo de um amador: aquele que renova seu prazer, que ama uma e outra vez, que se instala voluntariamente a troco de nada no significante, tal e qual Barthes escreveu:

“El amateur (alguien que se dedica a la pintura, la música, el deporte y la ciencia sin espíritu competitivo ni ánimo de convertirse en un maestro) renueva su placer (amator: aquel que ama una y otra vez), no es ningún héroe (de la creación, de la representación); se instala voluntariamente (a cambio de nada) en el significante: en la sustancia inmediatamente definitiva de la música y de la pintura; su práxis, por regla general; no implica ningún rubato (ese robo del objeto en beneficio del atributo); es – o acaso será – el artista antiburgués.”

Enquanto mexo a polenta, vigio a zuppa di farro, tempero o frango, abro a fava de baunilha, asso as batatas, apronto um macarrão com manteiga e parmesão, apuro o molho de limão siciliano pro cabelinho de anjo a razão passa longe. Bem longe. Chega a perder o caminho de volta e me dá rasteira (sabe quantos novos hematomas acumulei nas últimas semanas?). E sem a razão, perco eu o caminho do meio e viro 100% sentimento, à mercê das zombeteiras fomes escondidas, essas fanfarronas. Experimento o inferno e o céu de todo dia, oscilo, beijo na boca, tenho vertigem, faço beicinho, choro, recebo e dou carinho, fico na ponta dos pés, queimo o braço no forno.

Sou amadora, aquela que ama uma e outra vez, e assim devo continuar, pois quando cozinho me acontecem coisas que não acontecem quando não cozinho.



13 comentários em “Cuando cocino me pasan cosas…

  1. Guilherme da Luz

    Ola amiga,

    tentei entrar em contato diretamente com voce mas nao achei o seu email. Seu site é maravilhoso e eu gostaria de incui-lo na minha lista sobre os melhores sites de culinaria :)

    Meu site é sobre economia, investimento e guia de financas. Porem, estamos criando um artigo para incentivar as pessoas a terem uma alimentacao saudavel, caseira e evitar gastos desnecessarios com comida ruim que so vai causar problemas: gastar dinheiro com remedios ou ter que faltar o trabalho por motivo de doenca.

    O artigo vai se chamar “Os 10 melhores sites que vao deixar voce com agua na boca.”

    O site emprestimo esta na 9a posicao no google Brasil e estamos subindo cada vez mais!

    Responder
  2. ana de toledo

    Sinceramente, não há no mundo alguém que escreva como esta Dadivosa!
    Machado, aquele nosso de Assis, derreter-se-ia, se, porventura, houvesse uma remota possibilidade de uma volta no tempo e um encontro entre estas duas fascinantes criaturas, sabedoras das palavras e dos encantos de encaixá-las direitinho nos lugares certinhos, pra que possam chegar direto, diretinho ao coração!!!!
    Obrigada, Dadivosa!Sua leitura é imprescindível na minha vida!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Arquivos

Post aleatório

De volta à Suíça

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail